Artigo do Barbosa Nunes Artigos Capa Notícias

FELIZ ANIVERSÁRIO JESUS

“O meu cartão de Natal, cumprimentando todos os irmãos e Lojas, é este artigo que lhes dedico, pedindo a Jesus que dê paz ao GOB e que comecemos um novo tempo, para fazer diferente a partir das eleições de 10 de março de 2018.”

Interrompi o contato semanal com os estimados amigos de todas as semanas aqui pelo Diário da Manhã e pelas de redes sociais e já me sentia saudoso e necessitado das energias que cada um me passa pela qualificada leitura de nossos artigos. Sabem todos que há dois anos venho percorrendo o Brasil Maçônico do Grande Oriente do Brasil, conduzindo a bandeira da harmonia, que a instituição está muito a necessitar.

Nesta bandeira da harmonia digo, nas mais de duzentas Lojas que visitei, pois a minha caminhada não é por reuniões em cafés da manhã, almoço ou jantares, sou exclusivista em levar meu posicionamento em Lojas Maçônicas. Quanto à harmonia, sem a qual o GOB não terá boa caminhada futura, afirmo:

“A maçonaria brasileira está passando por um processo singular, é o momento propício para unirmo-nos em torno de um mesmo objetivo: Harmonizar as relações institucionais, estreitar os laços fraternais e mostrar à sociedade que a maçonaria continua coesa e pujante. A harmonia trará o equilíbrio necessário para inovarmos e crescermos.

Meu compromisso de vida e de vida maçônica sempre foi o de harmonizar. O Grande Arquiteto do Universo me concede nesta hora, a dádiva de levantar no GOB a bandeira “Harmonizar”. Eu a levanto com todas as minhas forças, com todo meu sonho para que o caminhar do GOB, que é histórico, não seja interrompido e se torne cada vez mais leve, mais cheio de fraternidade. Ao colocar este compromisso em discussão perante os irmãos e a todas as Lojas Maçônicas, o faço determinado a cumprir um mandato de harmonia e concórdia, já que sou candidato a Grão-Mestre Geral tendo como companheiro de chapa na função de Adjunto, o paulista Ademir Cândido, em eleições que se realizarão em 10 de março de 2018. A fraternidade, fundamento básico para ser maçom, me indica o caminho da superação, e eu o percorrerei.”

Faço este introito, para em reflexão espiritual retirar do meu baú de lembranças tão puras em curso primário do Grupo Escolar José Ludovico de Almeida, de Itauçu, terra onde nasci, quando em alto e bom som cantávamos e pedíamos a Jesus, como cantou Francisco Alves, o “Rei da voz”:

“Brincando, marcha o menino de hoje. Lutando, marchará o menino de amanhã. Crianças despreocupadas desse Brasil-Menino, cujas glórias hão de colher os homens grandes que dominarão o Brasil-Gigante, esse Brasil grandioso que eu canto, que as crianças da Casa de Lázaro felizes cantarão, numa esperança de vitórias e alegrias.

Criança feliz, que vive a cantar, alegre embalar seu sonho infantil, ó meu bom Jesus, que a todos conduz, olhai as crianças do nosso Brasil!

Crianças com alegria qual um bando de andorinhas viram Jesus que dizia: Vinde a mim as criancinhas! Hoje dos céus num aceno os anjos dizem amém, porque Jesus Nazareno foi criancinha também!”

Oh meu bom Jesus, crianças do meu tempo cresceram, construíram uma geração de trabalhadores, profissionais, cientistas, enfim, grandes cidadãos, mas que lamentavelmente, crianças não o ouviram, Jesus. Tornaram-se criminosos, lapidadores do bem público, retirando a vida das crianças de hoje, levando para proveito próprio recursos da saúde, educação, alimentação, meio ambiente. Não foram dignos deste canto e o traíram, Jesus. Merecedores são das sentenças da justiça do homem e do julgamento a que se submeterão perante aos desígnios de Deus. Com absoluta certeza, serão submetidos pelo mal que fizeram nesta terra.

Por isto quero homenageá-lo, cumprimentando-o e afirmando, se todos os seguíssemos, seu aniversário neste Natal seria uma mensagem de um Feliz Aniversário, Jesus, pois você estaria alegre com o comportamento do homem. O homenageio na poesia de Jarbas Carvalho Marques, que dá título a este artigo.

“Pai-pai Noel nosso de cada Natal, Santificado seja nosso presépio, Venha a nós os vossos presentes de humildade, sabedoria e caridade.

Que seja muita festa, para o maior aniversariante, assim como fazemos com o nosso… O brilho da estrela guia, nos daí hoje para guiar o ano todo.

Perdoai pela destruição de nossas árvores e dos natais de quem tem fome num planeta tão cheio de alimento, assim como a natureza nos perdoa e nos tolera.

Que possamos ser como o anjo Gabriel, mensageiro da paz e da boa nova, como Maria, dizendo sempre sim para Deus.

Livrai-nos das tentações da soberba, da intolerância, da arrogância e do Natal consumista.

Livrai-nos, também, Senhor, do esquecimento do seu aniversário. FELIZ ANIVERSÁRIO, JESUS”.

Texto – Ir. Eurípedes Barbosa Nunes