Capa Notícias

MENSAGEM DO EMINENTE GRÃO-MESTRE ESTADUAL DO GOBGO, IR. LUIS CARLOS À PAELM.

No último sábado (07) o Eminente Grão-Mestre Estadual, Ir\ Luis Carlos de Castro Coelho, compareceu a Poderosa Assembleia Estadual Legislativa Maçônica, a fim de cumprir o disposto no Artigo 33, §10, ou seja, apresentar àquela Casa de Leis, em Sessão Ordinária do mês de abril a mensagem do Grão-Mestre Estadual, que trata das atividades do Grande Oriente do Brasil – Goiás, relativa ao exercício do ano de 2017.

Mensagem

Hoje confesso que, com imensa alegria, retorno a esta casa, além da mensagem de que se trata à nossa Constituição Estadual, pertinentes às atividades do Grande Oriente do Brasil-Goiás, relativas ao exercício passado, trago o meu particular, assim como de toda a minha equipe, um fraternal e tríplice abraço a todos os Veneráveis Irmãos, membros desta casa.

Oportunidade em que reafirmo e assumo o compromisso de sempre estar a posto, no sentido de defender e batalhar para que haja um executivo, um judiciário e, sobretudo um legislativo maçônico forte e atuante a fim de que as ações de constitucionalidades das nossas leis não sejam, em tempo algum atropeladas por atos e fatos, iguais e dos quais temos notícias e estão acontecendo em outros Grandes Orientes do Brasil, com desmandos, corrupções, imoralidades e desonestidades.

Não resta dúvida alguma que há um sentimento geral, sobretudo de banalização de crimes no Brasil, principalmente por parte de alguns políticos. E de que não há interesse por parte do atual governo, dos empresários e nem tão pouco dos parlamentares comprados por organizações criminosas, em mudar a situação deste país. Infelizmente, o que vemos é que há conluio do Estado brasileiro com as organizações criminosas (orcrim). Porquanto, são detalhes que vem acontecendo no executivo, legislativo e judiciário deste país, considerados nada republicano.

Por isso mesmo, temos conclamado, em nossas visitas às nossas lojas, da importância da Soberana Assembleia Federal Legislativa Maçônica e da Poderosa Assembleia Estadual Legislativa Maçônica do Grande Oriente do Brasil-Goiás e da necessidade do bom preparo dos nossos representantes no Legislativo. Por isso mesmo, chamamos à atenção dos nossos queridos e Veneráveis Deputados de que é fundamental o seu desenvolvimento e estar sempre familiarizado com tudo o que aqui acontece; pois são vocês que nos representam, são vocês que devem prestar contas aos membros de suas lojas dando-lhes conhecimento de tudo que aqui acontece. Infelizmente, temos conhecimento e tido o desprazer de saber que determinados Deputados, não estamos aqui generalizando, a partir do momento que tomam posse do cargo e, constitucionalmente, é dispensado de frequência e ou de presença às sessões de suas oficinas, não volta mais frequentá-las.

Ratificamos!

São vocês os fiéis guardiões das nossas leis e, cabe a vocês a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial, assim como fiscalizar os atos expedidos por este Grão-Mestre. São vocês que, juntamente com os Deputados Federais, devem levar tudo que acontece na Maçonaria Goiana e Brasileira, por isto conclamo a todos vocês a nos auxiliar encaminhando para suas Oficinas os acontecimentos sem paixões ou cores ideológicas.

Dessa forma, estamos Grão-Mestre, portanto de passagem e, temos a certeza de que passaremos o comando da nossa entidade a um maçom que, como nós, cultive as virtudes que é a qualidade moral e a disposição de um indivíduo em de se fazer o bem através das suas atitudes, opiniões, relacionamentos, ações e decisões. Haja vista que são essas qualidades de alto valor que devem acompanhar um verdadeiro maçom e são indispensáveis à nossa Ordem e para a sociedade, seguidas de: Honestidade, moralidade, humildade, generosidade, dignidade, transparência dos seus atos etc.

Feita esta parte preliminar acima, como preâmbulo, permitam-me reforçar esta afirmativa no seguinte texto:

“O silêncio ajuda sempre: Quando ouvimos palavras infelizes; quando alguém está irritado; quando a maledicência nos procura; quando a ofensa nos golpeia; quando alguém se encoleriza; quando a crítica nos fere; quando escutamos a calúnia; quando a ignorância nos acusa; quando o orgulho nos humilha; quando a vaidade nos provoca. O silêncio é a gentileza do perdão, que se cala e espera o tempo”
e ou

 “Em certas situações nós precisamos virar a página do livro da vida para perceber que aquilo que vem depois, é muito, mas muito melhor!

Porque digo isso? Ora, do conhecimento de todos, tivemos alguns momentos no passado em que a relação Executivo/Legislativo de Goiás esteve um pouco abalada. No entanto, sob o comando do Eminente Presidente Gerson Alcântara de Melo e, sobretudo, pela participação de cada um de vocês, nobres Deputados, as coisas estão andando dentro da normalidade constitucional e, acima de tudo, num ambiente calmo, sadio, justo, perfeito e fraterno.

Hoje, podemos dizer que o legislativo, além de assumir um posicionamento parelho na gestão do executivo, tem demonstrado, sem fugir das suas funções constitucionais e de poder independente, está sendo um gestor auxiliar desta atual administração.

Então vejamos:

Temos na Comissão de Finanças, presidida pelo Venerável Deputado Ir. Antônio Torquato da Silva e no Tribunal de Contas, Presidido pelo Venerável Ir. Manoel da Costa Lima, órgãos, não tão somente fiscalizadores, como também, orientadores. Os quais nos têm sugerido mudanças e como tal, realmente, estamos cumprindo e fazendo cumprir, sempre, voltado no caminho daquilo que é o certo. Naturalmente, atendemos e confiamos nesses irmãos, mormente por conhecer suas qualificações profissionais, com currículos invejáveis, no mundo maçônico e profano. Por isso mesmo, cremos que são novos tempos, novos rumos e mudanças de paradigmas.

Eminente Presidente Ir. Gerson, Veneráveis Deputados,

Não é fácil administrar uma entidade do tamanho da nossa, principalmente quando temos em mãos um orçamento tão pequeno. No entanto, temos demonstrado que é possível, mesmo com parcos recursos, fazer uma gestão bem-sucedida, mais eficiente. Quando demonstramos a todos um cenário de intensa padronização e na forma de administrar uma empresa. Com redução de gastos, e usando a tecnologia a nossa disposição, acreditamos que é este o grande diferencial desta gestão e, também, com administração correta de todas às áreas da entidade, creio que é esta a razão do nosso êxito.

Além do mais, oferecemos uma administração transparente, quando nossos atos e fatos contábeis estão sempre à disposição, em particular dos nobres irmãos Deputados e, em geral, à comunidade maçônica. De outro lado, damos conhecimento a todos os irmãos, através de publicação mensal no Boletim Oficial do Grande Oriente do Brasil-Goiás, Mapa comparativo da Receita Orçada x Realizada e Mapa comparativo da Despesa Orçada X Realizada.

Em razão disso, mesmo abrindo mãos da atualização monetária das taxas de cotização dos irmãos, temos realizados obras de vulto e da maior importância para a maçonaria goiana.

Com a sobra financeira dos exercícios passados (superávit) e devidamente autorizados por esta Poderosa Assembleia Estadual Legislativa Maçônica, podemos citar algumas de nossas realizações:

– Estamos concluindo as obras da câmara do meio (Templo e Salão Social), a saber: compra de todo o mobiliário, instalação elétrica, piso, revestimento, rampa de acesso em alumínio e vidro temperado, que será entregue aos maçons ainda neste primeiro semestre de 2018,

– Concluímos toda a reforma e manutenção dos templos e do Salão Social;

Iniciamos no final de 2017 toda uma reestruturação da frente do GOBGO, visando dar maior visão ao nosso Palácio Maçônico;

– Remodelamento completo do auditório Gumercino Inácio Ferreira, já entregue aos trabalhos do Judiciário, e que ali reúne, também, o tribunal de Contas e Conselho Estadual, além de sempre estar à disposição para outros eventos maçônicos;

– Substituições das máquinas de ares condicionados das dependências do GOB-GO. Assim como celebração de contrato entre o GOB-GO e empresa para serviços de manutenção dos mesmos. E, com a substituição dos 32 aparelhos de ares condicionados, estes foram doados para as lojas jurisdicionadas da Capital/Interior, isto com anuência desta Assembleia;

E, ainda, destacamos que, sem nenhuma chamada extra para os Irmãos:

– Troca do veículo Duster pela Chev/Spin ano 2017, modelo 2018; e que

– Fizemos 106 visitas as lojas jurisdicionadas, percorrendo mais de 40.000, km;

– Atendemos de 8 a 10 visitas diárias no Gabinete do Grão-Mestre; – Tivemos 1.270 processos de movimentação geral entre compras, doações, prestação de serviços e de movimentação GOB-GO e Lojas: iniciações, elevações, exaltações, filiações, regularizações, reinclusões, quite-placet, suspensões, admissões etc.

– Foi fundada a Loja Acácia Abadiense – 4.570 e reativada a Loja Ordem União – 3191;

– Vinte e seis (26) lojas foram contempladas com a verba orçamentária subvenção e auxilio as Lojas e obras assistenciais no montante de R$97.500,00. Todos os processos passaram pela aprovação desta casa;

– O Grande Oriente do Brasil-Goiás é o único Oriente da federação que tem mais de 50% de Fraternidades Femininas instaladas. Ao todo são 80 Fraternidades em atividades.  Foram instaladas 4 fraternidades no ano de 2017;

– Tivemos mais uma edição da tradicional festa junina e os mantimentos ali arrecadados foram todos doados a AMEM. Foram doados 50 enxovais (9 peças) para mães carentes, oriundos do Bazar Beneficente (Brechó). Por ocasião do Natal doamos 30 cestas de alimentos, 4 caixas (24 unidades) de leite especial para portadores de câncer e ajudas a diversas às Lojas e a instituição filantrópica.

– Além do nosso Boletim Oficial, temos o nosso Site de Notícias, diariamente atualizadas, com média de 1.392 visitas diárias e 507.891 anual.

Finalizando esta nossa mensagem, não obstante já termos publicado no nosso site, para reflexão de todos nós, ratificamos as onze condutas maçônicas que, certamente, contribuem positivamente e protegem a nossa ordem das ações e das influências dos infiltrados, os quais são poucos, no entanto nos têm causados muitos dessabores:

1) Sirva à instituição e não à pessoas;

2) Quando for divergir, seja de ideias, propostas e condutas, mantenha-se imparcial e com honestidade, deixando de lado simpatias ou antipatias pessoais;

3) Chame sempre para você a responsabilidade de proteger e defender a instituição, não esquecendo que os nossos maiores inimigos, infelizmente, vestem avental;

4) Não se venda por medalhas, títulos, cargos, alfaias e elogios;

5) Quando for indicar um candidato, não seja um corretor de avental, que seja pessoa que se amanhã for à bancarrota e você tenha necessidade de levá-la para dentro de tua casa, ela não ocasione problemas à tua família;

6) Seja parceiro fiel e leal da verdade e da justiça, assumindo a inteira responsabilidade do que falar, escrever ou fazer;

7) Nunca se esqueça que os exemplos falam mais do que palavras e que os Aprendizes, Companheiros e Mestres mais novos precisam de referências

8) Não seja Maçom oportunista ou inconsequente, pois baixaria, truculência e contestação infundada e mentirosa não são compatíveis com as nossas virtudes e princípios, maculando os Templos Maçônicos;

9) Não olhe para um Irmão como se fosse seu superior hierárquico, porém respeite as autoridades maçônicas legalmente constituídas, bem como, se for necessário, exija delas, usando os caminhos e meios legais maçônicos, que desempenhem os seus cargos com dignidade, probidade, humildade e competência, pois não estarão fazendo mais do que sua obrigação;

10) Seja um obreiro útil, humilde, dedicado, competente, de atitude e instruído nos augustos mistérios da Arte Real, pois, caso contrário, poderá ser manipulado e inconscientemente prestar serviços para aqueles pseudo maçons que representam a antimaçônica.

11) Mas nunca se esqueça que você faz parte integrante da Instituição e é no conjunto de Irmãos que a Maçonaria vive e pulsa e só poderá alcançar seus altivos interesses quando todos de mãos dadas seremos um só corpo pensante.

Obrigado.

 Fiquem com Deus!

Luis Carlos de Castro Coelho
Grão-Mestre Estadual